HISTÓRIA DO PRÊMIO

O Prêmio Machine – Bastidores do Carnaval Carioca foi criado em 2016,
idealizado por Catia Calixto, e Coordenado por Denise Pinto Pereira e Elisabeth Rodrigues, deram vida a esse ideal no sentido de homenagear o Síndico da Passarela, José Carlos Caetano – Machine.

Observando ano após ano o Carnaval, e principalmente a passarela do
samba, chegaram à conclusão de que se fazia necessário homenagear e
premiar os anônimos da Sapucaí, pessoas que preparam, conserva e
ilustra aquele trecho de 700 metros de comprimento, e que se torna no
Carnaval o lugar mais visualizado do Brasil dentre todas as formas de
visualização imagináveis.

Assim, elaboraram uma premiação extraoficial do Carnaval Carioca para
homenagear e valorizar esse trabalho que às vezes começa logo após o
carnaval e segue o ano todo, dar visibilidade e credibilidade a esses
invisíveis é uma forma justa de manter viva dentro deles a chama da
qualidade profissional e estimular a novos profissionais.

Pegando carona nesse sentimento de excelência, decidimos usar uma
lente de aumento, queremos que essa visibilidade, credibilidade e
profissionalismo sejam reconhecidos o ano todo. Começamos agora nesta
nova jornada com esse veículo, onde você poderá saber as novidades do
mundo do samba, conhecer a história dos homenageados, premiados e/ou
futuros indicados, tudo isso feito com muito amor e prazer.

Seja muito bem-vindo!

A Coordenação